O que é a terapia cognitiva comportamental?

O que é a terapia cognitiva comportamental?

A terapia cognitiva comportamental, também conhecida como TCC foi criada por Aron Beck no início da década de 60 na faculdade da Pensilvânia EUA, com a proposta de ser uma psicoterapia estruturada, orientada ao paciente e focada na independência e autonomia, tendo sempre objetivos a serem cumpridos na clínica. Inicialmente teve sua criação voltada para o tratamento da depressão, mas ao longo dos anos vem sendo utilizada para uma série de transtornos psiquiátricos e gerais dentro da saúde mental, com muito sucesso e eficácia.

Mesmo frente a uma mesma situação, indivíduos diferentes se sentirão e se comportarão de formas diferentes. O modelo cognitivo fundamenta a teoria de que o meio e os contextos em si não são o suficiente para determinar uma emoção ou comportamento num indivíduo, mas a forma como ele entende, interpreta sim será responsável pela forma com ele se sente e se comporta.  Desta forma a teoria segue levando em conta que pensamentos distorcidos e disfuncionais são recorrentes em muitas psicopatologias, pois se pensamentos e interpretações são os responsáveis por comportamentos e emoções, o que acontece com a nossa saúde mental se estivermos pensando de forma ruim ou disfuncional?

Para quais casos serve a terapia cognitiva comportamental?

O tratamento baseia-se na identificação e mudança desta estrutura de pensamentos, pois se entendermos exatamente como funciona o indivíduo e pensamentos, podemos altera-los e por consequência mudar toda sua estrutura emocional e comportamental, promovendo assim saúde, alivio e bem-estar. A Terapia cognitiva vem sendo usada no mundo inteiro, em momentos como tratamento adjunto, e em outros como tratamento único ou principal, para uma serie de transtornos como depressões maiores, depressões recorrentes, transtorno obsessivo compulsivo, transtorno de ansiedade generalizada, transtorno do pânico, agorafobia transtorno do estresse pós traumático, fobia social, abuso de substâncias (sejam drogas recreativas ou medicamentos), transtornos alimentares, transtornos de personalidade (como transtorno borderline, transtorno antissocial e etc.), além de promover saúde também dentro de áreas de vivência, como relacionamentos ,problemas familiares, carreira e etc.

Porque a terapia cognitivo comportamental é tão eficaz?

O número de casos que se beneficiam desta linha de tratamento são inúmeras, pois todo processo que tem influenciado pensamento/emoção/comportamento é área de domínio do cognitivismo. Sua eficácia se baseia no pensamento de que temos que ter uma estrutura e focar no problema, seja ele um transtorno ou não. A troca entre o paciente e o terapeuta é constante e o tom de psicoeducação é fundamental no TCC. O paciente irá aprender técnicas e se entender como seu próprio terapeuta, assim fazendo com que ele tenha poder sobre si, inclusive não dependendo nem mesmo do seu profissional clínico para promover e fazer manutenção da sua própria saúde mental. Por fim, é uma teoria que está sempre seguindo a tecnologia e a evolução científica, sua progressão sempre estará atrelada a estudos científicos e uso de novas tecnologias. Sua proposta é de saúde focada e duradoura, concentrada no aqui e agora.

Marque sua consulta, acesse o site !

Mais conteudos e informacões no Facebook e Instagram

Comentários

Posted by Psicólogo Mauro Cortes Elizeu